R-Evolução Anti Pedofílicos

 

2004

 

RECONHECIMENTO (24.05.04)

 

Desde que este site de combate ao abuso sexual na infância foi lançado em 2003, muitas pessoas devem ter se questionado a respeito da autenticidade das denúncias neste apresentadas , bem como as razões e o objetivo deste lançamento.

Várias mensagens de suporte foram neste endereçadas, assim como também algumas opiniões adversas e até tentativa de difamação a minha pessoa.

Entretanto, um número imenso de silenciosos tambem visitaram este site. Imagino que, muitos tenham ficado em dúvidas pois não sabiam como se posicionar a respeito, devido a total desconhecimento do assunto, medo de se exporem, receio de comprometerem sua opinião, opiniões já manifestadas, dúvidas sobre minha idoneidade, desesperança na possibilidade de mudanças ou até mesmo total descaso para com o assunto.

 

Mas, independente das opiniões e do que a maioria pensa, a atitude daqueles que tem poder de decisão, em fazer com que medidas necessárias pudessem ser tomadas e objetivos alcançados, foi a peça chave mais importante do quebra-cabeça, obtida até então.

Sem o suporte de pessoas diretamente envolvidas que se prontificaram em apoiar a denúncia que enderecei a promotoria de justiça do Forum de Estrela, RS, em Outubro de 2003, vítimas em potencial referidas neste manifesto ainda estariam a mercê do domínio e risco de abuso de Rogério Nonnenmacher.

Refiro me aos depoimentos fornecidos por duas de minhas irmãs, e um de meus irmãos, conforme citados por uma delas na página de mensagens, para apoiar a veracidade de minha denúncia junto as autoridades legais. Sem estes depoimentos,  a autenticidade dos abusos, bem como questionamentos a respeito de minha sanidade mental infelizmente continuariam em dúvida para muitas pessoas.

Embora muitos anos de nossas vidas tenham se perdido de forma irresgatável e relações tenham se deteriorado no decorrer do tempo, independente de razões ou justificativas, o importante é que um primeiro passo em direção a um ato de positivismo foi levado adiante, para combater os abusos cometidos por meu pai.

 

Rogério Nonnenmacher também perdeu legalmente o direito de exercer paternidade e manter contato com sua mais recente filha de menor sabida, registrada em 2003. Isso occorreu através de denúncia instigada por minha pessoa, resultando em ação judicial conjunta movida pela promotoria, com o suporte de outras duas filhas e um filho. Juntos, testemunhamos longo período de história de abuso sexual na infância, cometidos por nosso pai, a pessoas da familia. Gostaria também de agradecer e reconhecer o acionamento da denúncia, efetuado pelas promotorias de justiça  das comarcas dos minicípios de Estrela e Lajeado, que deram andamento ao processo legal, em caráter sigiloso, e tomaram as providências que lhes foram cabíveis dentro das possibilidades legais no Brasil. Esta é até então a única medida disponível, ou seja, colocar em segurança uma possível vítima menor de idade, pois a presente legislação brasileira não permite que vítimas passadas, que tenham atingido maioridade e seis meses, possam acionar o ofensor por abusos sofridos.

Infelizmente, a medida que isso coloca em segurança uma possível vítima, muitas outras continuam em risco, pois o problema não está totalmente resolvido e nem evita que o acusado re-ofenda. Além de ser negada justiça a todas as vítimas, a sociedade em geral também sai perdendo. Pois, como já mencionado anteriormente, gostaria de re-lembrar a todos que pedofilicos agem em segredo e manipulam emocionalmente suas vítimas a não procurarem ajuda, bem como a negarem o abuso se este for trazido a tôna. Isso dificulta  e impede que medidas mais acertadas possam ser tomadas para erradicar o problema de vez.

Da mesma forma, gostaria de também ratificar a todos que uma oportunidade muito valiosa de remover Rogério Nonnenmacher do contato com vítimas em potencial foi desperdiçado anteriormente em dois casos de outras vítimas, devido a interferência e sabotagem destes processos judiciais, através de familiares que insistiam em proteger tal pedofilico. Desta forma, o fato de Rogério Nonnenmacher ter continuado livre, possibilitou que outras crianças e adolecentes indefesas estivessem em risco nos últimos anos, bem como proporcionou que este corrompesse pessoas de valioso testemunho para condená-lo.

Eu me perguntava muitas vezes: Quantas novas vítimas teriam que surgir até que as pessoas, que podiam fazer algo para me apoiar e ajudar a acabar com este ciclo de violência, se dessem conta de seus erros..?

 

Seria de vital importância que aqueles que passam pelo mesmpo tipo de problema em suas famílias, pudessem aprender com a experiência passada na minha família, e se concientizassem de que:

 

Os únicos beneficiados, por aqueles que se omitem ou que conspiram para sabotar os que querem acabar com abuso sexual na infância, são os pedofílicos!

 

Olhem para o futuro e se perguntem se, algum dia, quantos de vocês estarão na mesma desconfortável situação daqueles que um dia cometeram tais erros na minha família.

 

-Mudem suas atitudes enquanto ainda é tempo, pois a vida só se vive uma vez. Não deixem aquilo que deve ser feito hoje para quando não tiver mais volta. E não condenem aqueles que foram traumatisados por suas atitudes, se estes não conseguem mais acreditar mais em vocês.

 

-Perguntem-se, qual é o nível de qualidade de vida que vocês gostariam de ter. Vivam relações honestas, principalmente para consigo mesmo. Aparências não trazem felicidade e nem solucionam os problemas. A cumplicidade com o abusador só vai lhe trazer prejuízos.

 

 -Não pensem que o mundo vai acabar ou que vocês estarão destruíndo suas famílias ou vida de outras pessoas, se vocês decidirem denunciar abuso sexual na infância. O pedofílico é quem é responsável pela destruição!

Abuso sexual na infância acontece em famílias que já estão destruídas, pelo fato de terem pedofílicos nestas. O abuso é que destrói, e não as medidas para acabar com isso!

 

-Resgatem o que ainda for fossivel consertar, enquanto houver tempo. Não empurrem o problema por tantos anos ou décadas. Tomem uma atitude agora! Agindo, vocês estarão sim evitando que a destruição continue! Você ganha muito mais ajudando as vítimas do que desperdiçando seu tempo com pedofilicos que não podem ser reabilitados.

-Não esperem pela confirmação de novas vítimas e nem usem crianças como isca, para confirmar que o problema continua, pois uma vez que alguém sofre este tipo de abuso, isso fica para sempre na vida desta pessoa.

 

-Se vocês pudererm fazer algo para evitar que abuso sexual na infância aconteça ou que continue em suas familias, façam isso antes que seja tarde demais.

Sozinha, eu teria continuado uma batalha que muitos já consideravam há muito perdida. A união daqueles que estão envolvidos é que fortalece as pessoas para atitudes decisivas e o sucesso na obtenção de resultados positivos.

Ajudem-se uns aos outros no combate ao abuso sexual na infância.

 

-Espelhem se no pensamento de uma grande mulher, pela qual tenho muito respeito e que muito fez pela humanidade, cujas palavras gostaria de citar:

 

“Sei que o meu trabalho é apenas uma gota no oceano. Mas sem ele, o oceano seria menor.”  

(Madre Tereza de Calcutá)

 

Obrigada, em nome dos sobreviventes e das vítimas de abuso sexual na infância.

 

E l i s a b e t h  N o n n e n m a c h e r

 

 

 

 

Copyright © Desde 2003 www.r-eap.org - Todos os direitos Reservados